Justiça determina obra emergencial na estação Leopoldina, no Rio

Supervia terá 90 dias para intervenções; decisão prevê multa diária em caso de descumprimento.

 A Supervia, responsável pela Estação Barão de Mauá — conhecida popularmente como Estação Leopoldina — no Centro do Rio, será obrigada a fazer obras emergenciais no local. O prazo máximo para as intervenções é de 90 dias. A decisão judicial foi publicada nesta segunda-feira (23) e, em caso de descumprimento, prevê multa diária de R$ 30 mil.

A multa pode chegar a até R$ 12 milhões, correspondente a 400 dias de atraso, o que, segundo a Justiça, "seria o cúmulo do absurdo, do desrespeito a uma decisão judicial e do pouco caso com a higidez de um imóvel de importância história e cultural para o cidadão fluminense".

O documento cita ainda a "degradação" do local e "visíveis rachaduras de alvenaria e infiltrações". Em outubro de 2015, a Justiça Federal do Rio chegou a proibir festas no local.

O MPF também argumentou que a realização de eventos de grande porte poderia agravar a situação do patrimônio público, que se encontra deteriorado, além de representar risco à segurança dos visitantes, já que faltam equipamentos para combate a incêndio e há rachaduras, infiltrações e até o perigo de desabamento da marquise metálica que cobre o acesso principal da construção.

FUVI0111ADANAUL
FREE Joomla! template "Adana"
joomla 1.6 templates by funky-visions.de