Apita Leopoldina

- Amélia Luz

 

Prepara a locomotiva 

Chama o maquinista 

Acorda o foguista 

Bota lenha na fornalha 

Apressa o agente 

É hora da partida! 

Corre e apita, Leopoldina, 

Embarca o Vigário, 

Embarca o Barão 

Embarca Sinhá-Moça 

Que vai pra capital

Estudar pra se formar! 

Corre, corre e apita! 

Ganha a vargem grande 

Corta a floresta 

Passa o capoeirão 

Atravessa o povoado 

Chega na estação! 

Corre e apita, Leopoldina, 

Passa a beleza das matas 

Passa o Rio Paraíba, 

Faz com garbo a Volta Grande,

Chega ansioso na Estrela Dalva, 

Desponta o Caiapó, 

Alcança o Pirapetinga! 

Volta pra Vista Alegre, 

Surge altiva, a Leopoldina, 

Penetra em Cataguases, ligeiro, 

Manobra, recobra forças, 

Vaza Mundo! 

Vaza Mundo! 

Vaza Mundo! 

O vapor vai passando! 

O vapor vai levando! 

O vapor vem trazendo! 

O vapor vem chegando! 

Desperta, Além Paraíba, 

É o comércio que se agita, 

É a Zona da Mata que grita, 

É o progresso, é o café, é a vida! 

Corre e apita, Leopoldina, 

Solta a fumaça, 

Serpenteia no trilho, 

Engole a distância... 

Vaza Mundo! 

Vaza Mundo! 

Vaza Mundo!

 

- A Estrada de Ferro Leopoldina – José Mauro P. Silveira, Editar Editora, J. Fora, 2005

FUVI0111ADANAUL
FREE Joomla! template "Adana"
joomla 1.6 templates by funky-visions.de