P O E M A S

- Paulo de Tarso Porrelli 

 

J A N E L A D O T R E M

 

gostei também daquela imagem 

na janela do velho trem 

que vai e vem 

sem dizer uma só palavra 

em seu fogo de lenha 

a mulher desenha 

tece o desejo de se eternizar 

pelos filhos 

somente amar

 

 

 

V A G Ã O

 

vagava eu 

mas não havia vaga 

até pulsar o coração 

e acontecer a transformação 

fuga da razão 

pura emoção 

maior do que um vagão 

um trem de alegrias 

viagens fantasias 

vida comédia 

pela janela, cenas de tragédia 

cavalo rédea 

estrada de sol 

Romani, Palmiro e Porrelli, Paulo de Tarso - “Nós de Nada” - Palavra & Prece Editora, São Paulo - SP, 2008

FUVI0111ADANAUL
FREE Joomla! template "Adana"
joomla 1.6 templates by funky-visions.de